F1, Louis Camilleri: “Não há pânico na Ferrari”

Por a 15 Maio 2019 14:31

O CEO da Ferrari, Louis Camilleri, veio a público dizer que “não há pânico” na Ferrari, apesar de pelo quinto Grande Prémio consecutivo à Scuderia ter sido derrotada pela Mercedes, e logo com cinco dobradinhas. Apesar da imprensa italiana dizer que a equipa está em crise Camilleri mantém apoio a Mattia Binotto: “Não há pânico. O meu trabalho é evitar que os rumores se espalhem, esta é hora de cerrar fileiras” começou por dizer Camilleri, que mantém a confiança em Mattia Binotto: “tem o meu “apoio total. Estou certo de que ele vai encontrar uma solução. Agora estamos a ter dois dias de testes importantes e tenho a certeza de que podemos recuperar rapidamente. Eu não tenho uma bola de cristal, não posso dizer quando vamos encontrar uma solução, mas tenho certeza de que esse teste vai ajudar” disse Camilleri à La Gazzetta dello Sport. Curiosamente, se algo resultar na Ferrari não deve ser já na próxima corrida no Mónaco, pois é precisamente nas zonas lentas, semelhantes às do terceiro setor da pista de Barcelona, que a Ferrari está muito mal.

23
Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
anathos-portugalgmail-com
Membro
anathos-portugalgmail-com

Oxalá seja verdade e a bem F1.

novaisorh-
Membro
novaisorh-

Vai encontrar uma solução? Em que ano? Os tifosi como eu já começam a ficar fartos desta conversa barata… Fazem sempre as mesmas promessas todos os anos, mas nada cumprem.

Pity
Membro
Pity

Não há pânico? Ainda bem! Também se houvesse pânico por causa disto, o que seria perante uma catástrofe…
Agora “vão ter dois dias de testes muito importantes”. Eu bem disse, só sabem testar em pista…

puzzle
Membro
puzzle

A diferença é que entre 2000 e 2004 os testes deram razão! Agora nem por isso para qualquer lado!

Pity
Membro
Pity

É verdade mas, como eu escrevi noutro comentário, nessa época os testes eram livres, testavam sempre que queriam, agora já não é assim. Para obterem os mesmos resultados que entre 2000 e 2004 ( e que já vinham de 99), precisam de outro método de trabalho: no computador e no simulador. Actualmente, os testes servem, principalmente, para validar as informações dadas pelo simulador e colher dados para mais trabalho de simulador. Não é por acaso que a limitação de testes coincide com o declínio da Ferrari. Não sou adepta da Ferrari, mas gostava de a ver dar luta à Mercedes… Ler mais »

2fast4u
Membro
2fast4u

Realmente todas as equipas tiveram de se adaptar a esta nova realidade e a Ferrari tinha uma estrutura que estava muito ligada à pista. Na altura do Alonso era o Tunel de vento que tinha problemas, e inclusive andaram a alugar outro enquanto construiam um novo, precisamente porque os dados em pista não batiam certos com os simulados. Talvez a Ferrari tenha sido a que saiu mais prejudicada com esta mudança, mas no fundo a mudança foi igual para todos. Na verdade a Ferrari sempre teve um dos motores mais potentes da grelha, mas o carro nem sempre é bem… Ler mais »

garantia4
Membro
garantia4

2fastru, muito rapidamente, tens noçao q por culpa do montezemolo os testes acabaram?? E ainda andam os talibans antiFErrari daqui a falar do veto…………….

RedDevil
Membro
RedDevil

Não vou muito nessa teoria dos simuladores… a Ferrari já fazia umas “barracadas” (de vez em quando) muito antes de se sonhar com simuladores…
Para mim tem sido mais uma “falta de capacidade técnica” da sua liderança. Por exemplo, o tempos que a Ferrari fez nos testes de inverno em Barcelona não foram batidos agora, mas, as restantes equipas fizeram melhor!
Só há duas explicações para isso… ou estão “perdidos”… ou o carro na altura estava “ilegal” (não, não é “teoria” do Can-Am!)…

Pity
Membro
Pity

Pode ser isso, terem introduzido alguma coisa que não estaria conforme aos regulamentos e, por isso tiveram de reformular o que quer que tenha sido, mas já não é a primeira vez que são “campeões de inverno” e depois evaporam-se. Também pode ser que eles, nos testes de inverno, se preocupem demasiado com fazer tempos, enquanto os outros trabalham na performance geral dos carros. Mas, tudo isto, são apenas conjecturas.

2fast4u
Membro
2fast4u

Falou-se no início do ano que tinham descoberto algo no que toca a regeneração de energia e conseguiram um grande aumento de utilização da mesma. Este pode ter sido um sistema que ainda não estão a conseguir utilizar por falta de fiabilidade ou por terem sido alertados para algo contra os regulamentos. Apesar disto o comportamento do Ferrari no 3 sector de Barcelona deixa bastantes dúvidas ao que realmente está a acontecer

needspeed
Membro
needspeed

nao ha panico porque dinheiro nao falta mas mesmo com ele continuam aos papeis e acho que so voces na ferrari ainda nao perceberam esta na aerodinamica e nao no motor infelizmente o proximo vai ser mais uma abada da mercedes oxala que a red bull consiga algo pelo menos

needspeed
Membro
needspeed

o problema esta na aerodinamica esqueci-me desta parte desculpem

Eu_não_sou_o_frenando_afondo
Membro
Eu_não_sou_o_frenando_afondo

Faz-me lembrar a Múmia Cavaco quando falou do Banco Espírito Santo. Depois foi o que se viu.

*RPMS*
Membro
*RPMS*

Até admira não culpares os pilotos pela falta de evolução da Ferrari. Ah, esqueci-me…o Alonso já não está lá! Cumprimentos

Eu_não_sou_o_frenando_afondo
Membro
Eu_não_sou_o_frenando_afondo

Tens toda a razão, a culpa da falta de evolução também é dos pilotos, logicamente. Tal como quando tinham Alonso, também era culpa dele. 🙂

puzzle
Membro
puzzle

Lá está a Ferrari a “beneficiar dos peneus” como por aí dizem!…

js1970
Membro
js1970

Sou da opinião que a Ferrari deveria de ter mantido o Arrivabene nas funções em que estava ou então ter contratado outra pessoa, pois quando só uma pessoa toma conta de duas áreas tão importantes como estas, uma delas ou ambas acabam por não serem devidamente otimizadas, colocando em causa todo o trabalho que tem sido feito até agora. Acresce ainda que o Binotto não tem a experiência que em termos estratégicos o Arrivabene tem, apesar de por vezes ter errado nas estratégias colocadas ao longo do ano passado, mas essa mesma falta de experiência tem feito toda a diferença… Ler mais »

Carlos Pereira
Membro
Carlos Pereira

Não há crise, então o que há?! Eu no lugar deles estava.

*RPMS*
Membro
*RPMS*

Ainda bem que não há pânico, continuem assim! Só tenho pena pelo Leclerc…
p.s: respira-se melhor por aqui ultimamente. Cumprimentos

últimas F1
últimas Autosport