F1: A Revolução da Renault

Por a 14 Janeiro 2021 10:02

A Renault apresentou hoje o seu monolugar com as cores da Alpine. A marca francesa está a operar uma revolução… ou melhor “Renaultlução”.

Foi esse o termo usado pelos franceses para mostrar a sua nova visão estratégica para o futuro que assenta na Alpine como marca de topo, focada na fabricação de carros desportivos, com a Renault a assegurar o segmento intermédio e a Dacia focada em carros mais baratos.

A Alpine anunciou que irá desenvolver um carro desportivo elétrico de próxima geração como parte de um novo projeto de parceria com o fabricante britânico Lotus.

Foram também reveladas as primeiras imagens da equipa de F1 com a nova marca, incluindo uma “pintura temporária de Inverno” que é predominantemente preta com o logótipo azul, branco e vermelho da Alpine a adornar a tampa do motor, prestando homenagem ao protótipo A500 F1 de 1975.

O novo CEO Laurent Rossi disse que a F1 “permanecerá no coração” da empresa, com a equipa Alpine a entrar no regulamento técnico de 2022 com o objetivo de “competir constantemente pelos pódios” após uma época de “transição” em 2021.

Rossi confirmou que a equipa irá revelar a decoração do seu A521 em Fevereiro, antes da próxima temporada de 2021 F1.

“A decoração apresentada hoje é a primeira evocação da nova identidade da equipa Alpine de F1”, explicou o director de design, Antony Villain.

“Alguns dos elementos gráficos estruturais permanecerão enquanto outros mudarão. O emblema Alpine ‘sobredimensionado’ num sistema gráfico tricolor é o primeiro símbolo claro da identidade da marca no desporto automóvel. O azul, branco e vermelho referem-se às cores das bandeiras francesa e britânica, o que é muito importante para nós. Numerosas variações sobre todos os bens do desporto automóvel estão ainda por vir”.

As mudanças do lado da Renault têm sido significativas com a saída dos nomes fortes da estrutura, mais notavelmente Jerome Stoll e Cyril Abiteboul. Embora não tenha havido qualquer anúncio oficial, o director executivo Marcin Budkowski deverá assumir o cargo de director de equipa, enquanto que se espera que Davide Brivio, homem que tentará implementar o sucesso que viveu no MotoGP, assuma também um cargo de direção na organização da Alpine.

Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
últimas F1
últimas Autosport
f1
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x