F1: Pat Symonds revela possíveis mudanças na grelha de partida

Por a 12 Janeiro 2018 13:02

As grelhas de partida, como conhecemos hoje em dia, podem estar para mudar em breve. Pat Symonds revelou que os dirigentes da Fórmula 1 estão a avaliar possíveis mudanças na configuração da grelha de partida para o futuro. O ano passado, o ex-diretor técnico da Williams juntou-se à equipa de especialistas que está a trabalhar sob o comando do novo diretor desportivo da F1, Ross Brawn, que recebeu a tarefa de ajudar a definir a direção futura da categoria.

“Nós estamos dispostos a usar ambientes virtuais para testar alguns desses regulamentos. O que podemos fazer é olhar para as estatísticas. Isso dá uma hipótese de fazer coisas que não se poderia simular de uma maneira fácil. Vou dar-lhe um exemplo de algo em que estamos a pensar neste ano. A grelha de partida da F1 tem uma formação escalonada há muito tempo. Antes não era assim, havia uma altura na qual os carros partiam lado a lado – temos uma foto na nossa sala de reuniões em Londres, acho que em Monza, onde há quatro carros na primeira fila. O que aconteceria se fizéssemos aquilo novamente? Não é o tipo de coisa que se pode simular facilmente. Podemos dizer ao nosso grupo de e-sports ‘pessoal, vamos mudar a grelha e fazer 20 corridas’. Não precisam de ser corridas de 300 km. Só estamos interessados nas três primeiras voltas. Depois vemos o que acontece: teremos uma primeira volta mais empolgante ou uma grande colisão na primeira curva? Fazendo isso e analisando tudo estatisticamente, podemos começar a entender estas coisas. Isso dá-nos um processo de decisão baseado em evidências”, disse Symonds.

Deixe um comentário

2 Comentários em "F1: Pat Symonds revela possíveis mudanças na grelha de partida"

ernie
Membro
Boa! 4 carros na primeira linha do Monaco, eheh! Que ricos exemplos! Este fulano esquece que naquela altura (anos 50) os carros eram aqueles charutos estreitinhos com pneus do Citroën 2CV, além de que a foto que ele refere é de Monza, que ainda hoje é das pistas mais largas na zona de partida e na altura a primeira curva era a curva grande feita a fundo, gostava de ver um arranque a 4 em Monza hoje em dia, com estes carros larguissimos, e depois a travagem e a entrada para a primeira chicane. Corridas de 3 voltas? Façam só… Ler mais »
Pity
Membro

Não mexam no que está bem, por favor!
Mas se a ideia é que todos pontuem, então vão em frente. Se como está, acontecem “Singapuras”, o que seria com quatro lado a lado.

últimas FÓRMULA 1
últimas Autosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/motosport.png