F1: O que muda nos pneus da Pirelli para 2019?

Por a 29 Novembro 2018 15:20

Numa altura em que os responsáveis da Pirelli ponderam o que fazer relativamente aos novos compostos de 2019, fique a saber o que muda nos composto propriamente ditos. Em primeiro lugar, haverá apenas três cores em cada corrida. Serão sempre as mesmas, branco (duro), amarelo (médio) e vermelho (macio). O que muda são os seus compostos, de acordo com as diferentes características de cada pista.

Por exemplo, um vermelho/macio para o GP do Mónaco diferirá substancialmente de um vermelho/macio para Silverstone ou Suzuka. O número preciso de compostos disponíveis, cobrindo um amplo espectro de macios até duros, será comunicado em dezembro após homologação da FIA.

Antes de todas as corridas no próximo ano, a Pirelli revelará quais compostos exatos formam as escolhas médias e suaves para cada fim-de-semana. Este novo sistema torna mais fácil para o adepto casual perceber a diferença entre os pneus, mas ainda permite que os adeptos que queiram mais detalhes, possam saber quais os compostos específicos disponíveis estão a ser usados. Logicamente, para as equipas, tudo se mantém mais ou menos na mesma, voltarão a ter uma gama ampla com que lidar, e foi para isso mesmo que testaram em Abu Dhabi, para perceber as diferenças entre os pneus de 2018 e os de 2019, podendo dessa forma saber com o que contar.

As equipas têm os seus dados de 2018, compararam os pneus com os de 2019, e portanto já podem ter uma ideia, por extrapolação. Porque só testaram numa pista!

Para além disso, a Pirelli vai aumentar a performance das misturas mais duras, e ao mesmo tempo aumentar as diferenças de performance face aos compostos mais macios, ou seja, vai notar-se mais a diferença em pista entre os compostos utilizados. Os compostos #1, #2, #3 (que é igual ao médio deste ano) #4, #5 (ou #6) têm uma diferença de desempenho mais alargada, de modo a que, reforçamos, se notem mais as diferenças em pista.

A gama completa de compostos, vai reduzir-se de sete para cinco, ou seis, ainda não está totalmente definido, e serão identificados por número, sendo que o #1 será o mais duro, e assim por diante até ao #5 ou (#6).

De resto, as cores para os pneus intermédios e de chuva permanecem inalterados no próximo ano, verde e azul, respetivamente.

3
Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
MLS
Membro
MLS

Assim é que fica uma confusão, já perdi a vontade de perceber isto.
Talvez daqui a uns meses me dê ao trabalho

Eu_não_sou_o_frenando_afondo
Membro
Eu_não_sou_o_frenando_afondo

Em suma, ficou ainda mais confuso, porque um Soft no mónaco é em realidade um hyper-soft e o medium é um ultra soft, enquanto que noutra pista o medium é medium e o soft é vidente.

Mas pá, estou para ver os comentadores da Sky a explicar isto tudo nas corridas e a dizer que até ficou mais confuso que o ano passado, quando eles aplaudiram esta decisão de simplificar as cores em todas as corridas que falaram sobre isso.

Quem vai ficar chateada é a Racing Stroll Point Force India que agora deixa de ter pneus a condizer com o monolugar.

chicanalysis
Membro
chicanalysis

Então não ia ficar Trolling Race Torce Point ?

últimas F1
últimas Autosport