F1: O primeiro Grande Prémio noturno foi há 10 anos


Fernando Alonso saiu da grelha de partida em 15º e terminou a corrida em 1º! O espanhol conseguiu no GP de Singapura de F1 de 2008, o seu primeiro triunfo do ano, num dia em que o ‘Safety Car’ e mais um erro operacional da Ferrari revolucionaram a classificação. Na estreia de Singapura e das corridas noturnas, não faltou emoção, mas Hamilton foi quem mais lucrou com o resultado. Este é um sumário da corrida, mas como se percebeu pouco tempo depois, “afinal, havia ‘ostras’”. Na reportagem, numa das legendas, escrevíamos: “Com mais este erro Piquet deverá ter perdido o seu lugar na Renault…” Mal sabíamos o que estava para acontecer. Mas isso fica para outras calendas…

O Grande Prémio de Singapura de 2008 foi um marco histórico para o Mundial de Fórmula 1 e por mais de uma razão. Para além desta ser a primeira corrida noturna da história da categoria, a prova foi também a 800ª corrida a contar para o Campeonato do Mundo de Fórmula 1. Para se chegar a este número há que contar com as onze edições das 500 Milhas de Indianapolis que entre 1950 e 1960 integraram o Mundial, o que levou os puristas a considerarem que faltam ainda 11 Grandes Prémios para chegar àquele número de provas. Mas o que é certo é que as 500 Milhas contaram para o Mundial, pelo que se pode dizer que esta foi a 800ª corrida válida para o campeonato, mas não o 800º Grande Prémio da história da Fórmula 1.

Mas o mais importante desse dia foi mesmo o facto do GP de Singapura de F1 de 2008, ter sido o primeiro da história da F1 a realizar-se à noite.