F1: Como levar jovens pilotos a fazerem mais treinos nos Grandes Prémios

Por a 12 Setembro 2017 13:01

Os responsáveis pela F1 querem arranjar formas de aumentar o número de pilotos de F2 participando nos treinos livres de sexta-feira. Ross Brown confirmou que essa é uma intenção da Liberty Media, já que na sua opinião convém que os ‘jovens lobos’ cheguem à disciplina máxima do automobilismo com todas as ferramentas necessárias para enfrentar um meio tão exigente.

Brawn vai mesmo ao ponto de usar o exemplo que um piloto de F2 que subitamente tem de substituir alguém que está a correr numa equipa de F1 devido a um imprevisto, seja acidente ou não: “Colocar num carro de F1 alguém sem experiência é um risco. Temos de os preparar o melhor possível. Talvez fazendo o treino matinal de sexta-feira. Esse tipo de iniciativas é muito importante antes de os expor nas corridas. Se têm um problema introduzem-nos na F1 da forma erra, e depois as suas carreiras podem ser afetadas”.

“Não acho que substituir Felipe Massa, que foi forçado a ficar de fora no Grabde Prémio da Hungria por um piloto de F2 fosse justo, porque têm muito pouco tempo no carro. Há uma melhor forma de fazê-lo, mas é este tipo de coisa que queremos fazer. Treinos da sexta-feira são iniciativas melhores para dar aos jovens pilotos a oportunidade de guiarem – e isso não foi ainda discutido até ao momento. Penso que é uma oportunidade para criar progressão, criar empenho. Seria bom que um jovem, que é uma estrela na F3, na F2, e depois faça uma entrada como (Max) Verstappen na F1”, defende Ross Brawn.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

últimas FÓRMULA 1
últimas Autosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/motosport.png