F1, Leclerc: “Sauber cresceu muito este ano”

Por a 8 Novembro 2018 14:09

Charles Leclerc, piloto da Sauber que este ano se estreou na F1, elogiou o desenvolvimento e crescimento da equipa ao longo do ano. O jovem piloto que impressionou ao longo do ano, de tal forma que ganhou uma vaga na Ferrari, falou sobre as mudanças na equipa e sobre o aumento da competitividade.

A Sauber vinha de uma fase muito complicada, em que desde 2014 apenas marcava presença em pista, sem mostrar competitividade suficiente para marcar pontos de forma regular. Em 2018 tudo mudou, com a entrada de Frédéric Vasseur e a ligação mais próxima à Ferrari. A equipa apresentou um carro novo, com um desenho arrojado. O início da época não foi brilhante, mas a equipa começou a chegar aos pontos e tornou-se competitiva, fazendo do top 10 um objetivo habitual.

“Melhoramos muito e não parece a mesma equipa do início do ano”, disse Leclerc à Autosport. “Demos um grande passo ao nível do desempenho – lutávamos para não sermos últimos no começo do ano e agora lutamos para entrar na Q3. É ótimo, e ainda há muito potencial, que podemos desbloquear nas próximas corridas – e especialmente para eles [Sauber] nos próximos anos.” 

Leclerc deixará de fazer parte da equipa em 2019, mas deseja que a Sauber continue com este nível de crescimento:

“Sinceramente espero que sim para eles. A equipa tem uma boa visão para o futuro e tem muito potencial. Eles estão a crescer a cada dia e há mais e mais pessoas a trabalhar todos os dias.  Foi extremamente interessante chegar, na minha temporada de estreia a uma equipa que evoluiu tanto numa época”, disse Leclerc. “Mostrou-me como melhorar um carro e como uma equipa trabalha para melhorar cada vez mais. Este foi o exemplo perfeito e aprendi muito com isso.”

A Sauber foi de facto uma das equipas que mais cresceu e chegou a apresentar um ritmo de crescimento superior às restantes equipas, pelo que agora tem condições para se bater com as equipas do meio da tabela. A estrutura enfrenta agora o desafio de continuar com este ritmo na próxima época, numa fase em que as melhorias não serão tão fáceis e imediatas. Mas é bom voltar a ver a Sauber como nos velhos tempos. Competitiva e a lançar novos talentos para o futuro, tal como fez com Kimi que regressará em 2019 para fechar o seu ciclo na F1.

 

Leclerc aprendeu muito em 2018

Visualizou de 4 artigos abertos

O AutoSport limitou a 4, o número de artigos
que poderá ler sem fazer login
Para continuar a ler livremente
os artigos AutoSport,
por favor faça login aqui
Caso não esteja ainda registado,
faça agora aqui o seu
registo gratuito
  • Não é possível alterar o nome de utilizador.

    4
    Deixe um comentário

    Please Login to comment
    3 Comment threads
    1 Thread replies
    4 Followers
     
    Most reacted comment
    Hottest comment thread
    4 Comment authors
    Miguel CostaFrenando_AfondomalhaxuxasCágado1 Recent comment authors
      Subscribe  
    Notify of
    Cágado1
    Membro
    Cágado1

    É um facto e faz parte do sucesso, ter a sorte de chegar a uma equipa, com ela em crescimento.

    malhaxuxas
    Membro
    malhaxuxas

    “Melhoramos muito e não parece a mesma equipa do início do ano”, disse Leclerc à Autosport. “Demos um grande passo ao nível do desempenho – lutávamos para não sermos últimos no começo do ano e agora lutamos para entrar na Q3.
    E não é que outra, McLaren, não conhece este caminho tão simples para o sucesso? Ou será outra coisa?????

    frenando_afondo
    Membro
    frenando_afondo

    A culpa é da Honda!! Ai espera…

    MiguelCosta
    Membro
    MiguelCosta

    Vou torcer por este puto para o ano.

    últimas FÓRMULA 1
    últimas Autosport
    AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/motosport.png