F1: Indefinições do Halo estão a deixar equipas nervosas

Por a 13 Setembro 2017 09:51

Jean Todt e a FIA impuseram o Halo para 2018, mas a burocracia da FIA e as indefinições estão a deixar equipas nervosas, pois faltam muitos detalhes para a construção dos carros. Embora o Halo tenha sido anunciado em julho, as equipas ainda aguardam detalhes cruciais sobre a forma como deve ser integrado no chassis do monolugar.

Outro detalhe em falta tem a ver com as exigências dos testes de colisão, pois o Halo vai ter que ser a ‘peça’ que mais ‘forças’ vai ter que suportar. Tudo isto sucede numa altura crucial de desenvolvimento dos carros de 2018, pelo que as equipas estão nervosas:

“Temos que colocar o Halo no carro e isso é um grande desafio e será um grande problema, pois muda a construção do chassis”, disse Nick Chester, Diretor técnico da Renault.

Já o Diretor Técnico da Ferrari, Mattia Binotto entende que: “Foi uma decisão bastante tardia, mas que é importante por causa da segurança. De qualquer modo, há grandes implicações do ponto de vista da estrutura do chassis pelo que precisamos de ter a certeza que estamos a ajustar bem o Halo no chassis e que este suporta bem as cargas exigidas pelos regulamentos. Também de um ponto de vista aerodinâmico afetará a traseira do carro e isso deve ser levado em consideração no projeto e construção do novo”, disse Binotto.

Halo vai ser introduzido, mas as equipas não sabem ainda detalhes importantes

Visualizou de 4 artigos abertos

O AutoSport limitou a 4, o número de artigos
que poderá ler sem fazer login
Para continuar a ler livremente
os artigos AutoSport,
por favor faça login aqui
Caso não esteja ainda registado,
faça agora aqui o seu
registo gratuito
  • Não é possível alterar o nome de utilizador.

    8
    Deixe um comentário

    Please Login to comment
    2 Comment threads
    6 Thread replies
    1 Followers
     
    Most reacted comment
    Hottest comment thread
    5 Comment authors
    Sr. Dr. HHisterPityMário AJPMiguel Costarvosorio@gmail.com Recent comment authors
      Subscribe  
    Notify of
    doctorfun
    Visitante
    doctorfun

    Nada como trabalhar em medidas de segurança, embora esta seja particularmente difícil de engolir. Com tempo certamente se encontrariam melhores soluções, mas o efeito Bianchi e principalmente a necessidade de tomar medidas que se possam exibir ao tribunal no processo respectivo, levam a FIA a novamente meter os pés pelas mãos quando toca a executar as ideias.
    Triste, muito triste.

    Pity
    Membro
    Pity

    Já é costume. Quando da morte do Senna e do Ratzenberger, também vieram com umas medidas, supostamente de segurança, que redundaram no acidente do Lamy, porque as equipas tiveram de fazer alterações sem tempo suficiente para as testarem convenientemente. A Lotus quis testá-las directamente na pista e o Lamy é que sofreu as consequências.

    sr-dr-hhister
    Membro
    sr-dr-hhister

    Foi quando partiu uma perna?

    Todas as mortes evitáveis pela FIA! Que cambada de nabos (não me canso de dizer). Então uma curva como Tamburello nem sequer ter pneus é de bradar aos céus! Sorte foi não terem morrido lá mais! Enfim, bota a assassinar as pistas e bota a rasgar os pneus. Mais tarde um comissário comeu com um pneu de rasgos nas fuças e morreu na mesma! Deve ter sido por isso que regressaram aos slicks!!!

    Pity
    Membro
    Pity

    Foi.
    A segurança é importante, como é óbvio, mas, todas as medidas para a melhorar, devem ser testadas o tempo que for necessário, antes de serem implementadas, sob risco de se “virar o feitiço contra o feiticeiro”.

    sr-dr-hhister
    Membro
    sr-dr-hhister

    Exacto!

    MiguelCosta
    Membro
    MiguelCosta

    Um gestor como o Todt, que tem o background que tem, como manager e diretor, devia pensar na maneira como aplica as coisas, ele já esteve do outro lado, ainda acontece o mesmo que a Pity refere, testes em pista, porque afinal descobrem que o Halo retira, duas ou três décimas de segundo aos tempos por volta. Ainda vamos ver halos a voar ou a partirem nos GP.

    sr-dr-hhister
    Membro
    sr-dr-hhister

    Eu também esperava mais do Todt. Isto é amadorismo. Vejam lá que os F1s são tão inseguros que tinham que alinhavar o Halo em cima dos joelhos!

    mario
    Membro
    mario

    O moto GP vai seguir o exemplo da FIA e vai montar rodinhas nas motas para evitar as quedas.

    últimas FÓRMULA 1
    últimas Autosport
    AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/motosport.png