F1, Helmut Marko: “A atual dependência é totalmente inaceitável para a Red Bull”

Por a 12 Outubro 2017 13:23

A FIA e a Liberty Media vão apresentar a 31 de outubro as novas regras de motores para a Fórmula 1 pós 2020, mas Helmut Marko insiste que é crucial que as novas regras possibilitem que fornecedores independentes de motores possam competir contra os ‘gigantes’ da indústria automóvel:

“A atual dependência é totalmente inaceitável para a Red Bull pois nunca vamos poder ter o mesmo nível que a Mercedes e a Ferrari têm nas suas unidades motrizes. A Fórmula 1 deve tornar-se acessível para todos os ‘players’ e não super-sofisticada em que só alguns têm meios para desenvolver a tecnologia. As pessoas compram iPhones porque são fáceis de usar e não pela tecnologia que lá está dentro”, que é muita, acrescentamos nós.

O que Helmut Marko quer algo extremamente difícil de alcançar, e a Red Bull é um bom exemplo disso, pois só reforçando anualmente o seu orçamento lhe permitiu chegar aos títulos que alcançou. Converter a F1 em algo radicalmente diferente de hoje, muito mais equilibrada entre as dez equipas é uma tarefa muito difícil. Mas é precisamente esse o propósito da Liberty, impor um teto orçamental que não permita uma discrepância tão grande no plantel.

A Red Bull insiste em fornecedores independentes de motores para a F1

Visualizou de 4 artigos abertos

O AutoSport limitou a 4, o número de artigos
que poderá ler sem fazer login
Para continuar a ler livremente
os artigos AutoSport,
por favor faça login aqui
Caso não esteja ainda registado,
faça agora aqui o seu
registo gratuito
  • Não é possível alterar o nome de utilizador.

    7
    Deixe um comentário

    Please Login to comment
    6 Comment threads
    1 Thread replies
    1 Followers
     
    Most reacted comment
    Hottest comment thread
    7 Comment authors
    Nuz18tFrenando_AfondoPitySergio Juniormarcoscerdeirinha@hotmail.com Recent comment authors
      Subscribe  
    Notify of
    lc
    Membro
    lc

    Entre 2010 e 2013 não me lembra de ter havido “queixinhas” por parte da Mercedes,Ferrari ou Mclaren…estes tipos da RedBull querem estar sempre a ganhar ,mas não é com este tipo de conversa que lá vão ..quando ganham é porque têm um carro Bom quando perdem é porque não têm motor…estão a ficar muito mal agradecidos a Renault em que ganharam 4 titulos entre 2010 e 2013. e depois fazem uma mistura de marcas..tipo salada russa ,AstonMartin ,tag,já falam na Porche…isto para a Renault não é bom….

    jgleal1
    Membro
    jgleal1

    Então a entrada da Honda para a TR não é uma estratégia para se tornarem uma equipa com motor de “fábrica”?

    mdcc220
    Membro
    mdcc220

    Não sei do que te queixas. A Mclaren jogou essa “independência” ao lixo e ofereceu-a de bandeja á RB para se tornar “dependente”.

    sergio_junior
    Membro
    sergio_junior

    motor único para todos, tornava a coisa mais verdadeira,competitiva e interessante, isso é que era de valor.

    Pity
    Membro
    Pity

    Isso não seria F1, seria um troféu monomarca. Para isso já temos a Porsche super cup.

    frenando_afondo
    Membro
    frenando_afondo

    RB, pega na aston martin e desenvolvam um motor próprio. No passado vocês não perderam tempo em cuspir na Renault e até pensaram em pegar nos motores renault e desenvolvê-los vocês, dando-lhe nome de relógios.

    Mas aí a culpa era vossa né, ter um construtor a quem apontar o dedo dá um certo jeito. Olha o jeito que tem dado à Mclaren, o Boullier pode-vos ensinar como se faz, visto que é mestre em apontar dedos.

    nuz18t
    Membro
    nuz18t

    Vários fabricantes sim, mas deviam acabar com motores spec b, tem que ser igual para todos, e evolucoes para todos ao mesmo tempo… Cps

    últimas FÓRMULA 1
    últimas Autosport
    AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/motosport.png