F1: FIA descarta responsabilidades nos acidentes da nova zona DRS

Por a 11 Julho 2018 17:18

A nova zona DRS introduzida em Silverstone não foi do agrado de alguns pilotos e foi considerada até perigosa. Colocada na recta da meta passando pelas curva 1 e 2 a nova zona originou algumas saídas de pista com carros a chegarem a curva 1 com a asa aberta e a perderem o apoio aerodinâmico como aconteceu a Grosjean e Ericsson. O sueco admitiu que falhou o botão para fechar o DRS e por isso acabou fora de pista.

Charlie Whiting não quis assumir a culpa pelo sucedido e explicou:

“Creio que os incidentes em que os pilotos perderam o controlo durante na curva 1 por terem o DRS aberto são uma opção do piloto, assim como qualquer outra opção. É como qualquer carro mais difícil  para os pilotos… às vezes eles tentam fazer uma curva a fundo quando não é, e por isso fazem piões. É a mesma coisa, é a escolha deles. Se eles acham que podem fazer isso, podem tentar. Não há obrigação para o fazer. É como qualquer outra escolha que equipas e pilotos fazem.”

No entanto a nova zona DRS trouxe muito pouco e o próprio director de prova admitiu:

“A ideia era que os pilotos pudessem chegar um pouco mais perto do que teriam feito de outra forma e, portanto, estar melhor posicionados para atacar as retas entre as curvas 5 e 6.”

Whiting confirmou que Hockenheim terá uma zona DRS extra e que a principal – na corrida para o gancho – será ampliada.

Quanto ao regresso ao uso indiscriminado do DRS, Whiting  mostrou-se contra e afirmou que isso serviria apenas para fazer baixar os tempos por volta e não facilitar as ultrapassagens.

6
Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
rage97boy
Membro
rage97boy

Fez-me lembrar o outro. “É chato”

paulo pinha
Membro
paulo pinha

Surpreende-me que o director de corrida e de segurança da Fórmula 1, com mais de quarenta anos de experiência, venha relativizar os acidentes na curva 1 de Silverstone, relacionados com o DRS. Era previsível que os pilotos que tentassem tirar partido dessa nova zona de DRS ficassem sujeitos a despistes. Se a FIA e a Liberty querem corridas espectaculares, comecem por banir o DRS e tomem outras medidas radicais, simplificando a aerodinâmica, por exemplo, e mandem para o museu estes inúteis e dispendiosos motores actuais.

2fast4u
Membro
2fast4u

“… às vezes eles tentam fazer uma curva a fundo quando não é, e por isso fazem piões. É a mesma coisa, é a escolha deles.” Aqui está porque devemos ter ex-pilotos a participar nas decisões importantes. Esta expressão dá mesmo vontade de rir.
Para o ano podiam criar uma zona de DRS no túnel do Mónaco. Só para ver… ehehe

gearless02
Membro
gearless02

Isto é tal e qual no nosso país… lá por as estradas estarem más, não as podemos culpar pelos acidentes… andem mais devagar.
Será isto incompetência ou intencional?

chic-anal-ysis
Membro
chic-anal-ysis

A FIA devia sofrer uma penalização de 2 anos, para as coisas entrarem nos eixos.

rui-melogavis-pt
Membro
rui-melogavis-pt

Eau Rouge com DRS, nao? Seria top, pensa a FIA! Mas a responsabilidade de kgs de fibra de carbono que ficaria lá amontoada durante um fim de semana seria única e exclusiva culpa dos pilotos! LOL

últimas F1
últimas Autosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/motosport.png