F1: As diferenças dos pneus Pirelli em tempo…

Por a 10 Março 2018 12:45

No início de cada temporada a Pirelli tem que confirmar em pista o que ‘vale’ cada composto dos seus pneus. Este ano foram feitos novos ajustes, e só agora, depois de oito dias de testes, a Pirelli pode fazer uma estimativa fidedigna do que vale cada composto.

Na inforgrafia abaixo, o valor que vir inserido na linha de cada pneu é o que este ‘vale’ em termos de tempo por volta face ao composto imediatamente anterior. Mario Isola, diretor da Pirelli só não divulgou a diferença do composto médio para o duro (azul) porque foi muito pouco utilizado em Barcelona.

Do macio (amarelo) para o médio (branco) há um ganho de 0.8s, o super-macio (encarnado) ganha mais 0.4s face ao macio (amarelo). Do super macio (encarnado) para o ultra-macio (roxo) há 0.6s de ‘por volta’ e finalmente deste há mais 0.7 a 0.8s para o novo composto híper-macio (rosa).

Estes valores são aproximados, variam de acordo com a temperatura da pista, tipo de asfalto, etc, portanto não é uma ciência exata. São valores estimados, e logicamente muito aproximados.

Quanto ao super duro, Mario Isola revela que é apenas um composto de emergência.

Estes valores são específicos do Circuito de Barcelona, e a média feita através dos registos das várias equipas.

2
Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
RogerM
Membro
RogerM

Olha…olha que complicação que por ai vai com tanto composto, para depois no final nem usarem os ditos “Superhard”, “Hard”, e “Medium”…ainda teremos um “Hiper mega ri fixe soft”.

rodríguezbrm
Membro
rodríguezbrm

Ou seja, provavelmente, provavelmente, os Mercedes iriam ao segundo 16, caso tivessem simulado a qualificação.

últimas F1
últimas Autosport