GP China F1: Grande vitória de Daniel Ricciardo

Por a 15 Abril 2018 09:01

Grande corrida de Fórmula 1. É verdade que Melbourne foi ‘chata’, mas tanto no Bahrein como agora na China, assistimos a duas excelentes corridas, e sendo verdade que a sorte jogou hoje um papel forte, a verdade é que Daniel Ricciardo e a Red Bull jogaram o seu trunfo na hora certa, com a equipa a chamar os seus dois carros às boxes, na sequência de um incidente em pista entre os dois Toro Rosso, que fez entrar o Safety Car.

Ao ficar com melhores pneus que a concorrência os dois Red Bull depressa começaram a ganhar posições, mas enquanto Daniel Ricciardo fez tudo bem, Max Verstappen nem por isso.

Foi uma grande decisão da Red bull com um duplo pit stop, com Verstappen a sair e Ricciardo a chegar às boxes, e depois do azar que Ricciardo tem tido nas últimas corridas, é um justo merecedor do triunfo nesta corrida, pois com os pneus que tinha atuou face aos seus adversários na hora certa, chegando à liderança, provavelmente, mais depressa do que pensava a sua equipa.

Já o seu colega de equipa mostrou novamente que não sabe ter paciência, e está a demorar a aprender que o ‘mar’ não se abre à sua frente quando quer passar, e por isso, acabou com o que já restava da corrida de Vettel, batendo-lhe, e com a sua, pois fez um pião e foi ainda, posteriormente, penalizado em dez segundos.

Valtteri Bottas foi segundo na frente de Kimi Raikkonen, com os dois finlandeses a terminarem a corrida quase juntos.
A Mercedes fez uma boa escolha ao chamar o finlandês mais cedo às boxes, pois com pneus novos pode fazer ‘undercut’ a Sebastian Vettel, líder da corrida, passando para a frente.

Depois disso, liderou, nunca esteve em posição de perder a posição, mas a entrada do Safety Car em pista jogo mal contra a Mercedes, que deve estar agora a lamentar não ter chamado os seus pilotos. Nas posição em que estavam é compreensível, mas a verdade é que acabaram por perder um corrida contra a Red Bull, depois de terem batido quem pensavam ter que bater, a Ferrari.

Kimi Raikkonen terminou em terceiro uma corrida em que não arrancou bem, perdendo a segunda posição. Nunca conseguiu recuperar, teve alguma sorte com o Safety Car para terminar no pódio.

Lewis Hamilton terminou a corrida na quarta posição, e neste momento já é claro. A Mercedes tem um problema para resolver com os pneus, e se em algumas pistas isso não se irá notar, já não restam dúvidas que a vantagem competitiva que a Ferrari tem advém essencialmente da sua melhor relação com os Pirelli.
Neste contexto, Hamilton teve uma corrida muito amorfa, mas a verdade é que o campeão em título tem vindo a lutar com a falta de aderência e os resultados estão a refletir isso mesmo.

Max Verstappen terminou a corrida em quarto, mas foi penalizado em 10 segundos devido ao seu incidente com Vettel, batendo no alemão quando o tentava passar, numa tentativa muito, mas mesmo muito otimista. Vettel esperava por ele, mas não naquele momento, e daquela forma. Verstappen cometeu um erro, bloqueou as rodas e comprometeu o seu e o resultado de Vettel.
Desta vez o holandês assumiu as culpas publicamente. Tem que passar a escolher melhor as suas ações.

Nico Hulkenberg foi sexto depois duma boa corrida, em que foi claramente o melhor do segundo pelotão. Continua a aproveitar bem as oportunidades que lhe surgem na frente, e está agora empatado no campeonato com Fernando Alonso, que ficou logo atrás de si nesta corrida. Vettel foi apenas oitavo, antes do incidente com Verstappen, lutava pelo pódio, era 2º à 40ª volta e 7º à 44ª. ainda perdeu mais uma posição para Alonso perto do fim…

A fechar o top 10 ficaram Carlos Sainz e Kevin Maganussen, que pontua pela segunda corrida consecutiva, embora desta feita bem diferente do Bahrein.

Os dois Force India voltaram a ficar fora do top 10, com a equipa atrás da Sauber nos Construtores depois de três corridas.

Com estes resultados, a Mercedes passou para o comando do Mundial, com mais um ponto que a Ferrrari, a McLaren e a Renault estão a travar uma bela luta com os homens de Woking, para já, três pontos à frente.

Mais informação relativa à F1 durante o dia de hoje. A F1 volta dentro de duas semanas no Azerbaijão.

Daniel Ricciardo venceu o GP da China de F1, depois duma magnífica jogada tática da sua equipa

Visualizou de 4 artigos abertos

O AutoSport limitou a 4, o número de artigos
que poderá ler sem fazer login
Para continuar a ler livremente
os artigos AutoSport,
por favor faça login aqui
Caso não esteja ainda registado,
faça agora aqui o seu
registo gratuito
  • Não é possível alterar o nome de utilizador.

    66
    Deixe um comentário

    Please Login to comment
    24 Comment threads
    42 Thread replies
    34 Followers
     
    Most reacted comment
    Hottest comment thread
    33 Comment authors
    Valdemar Cardosopjrgalvao@hotmail.comJoKeRZeCambotan26091744 Recent comment authors
      Subscribe  
    Notify of
    cjqcosta
    Membro
    cjqcosta

    Caro José Luís Abreu. Kimi Raikkonen arrancou mal??? Não percebo esta sua leitura e comentário “especializado”. O Vettel arrancou mal, apertou o seu colega de equipe, tirou-o da linha ideal e manteve-o na zona suja da pista, que o impediu de se defender do Bottas e do Verstappen, isso sim estará correto. Além disso o Vettel sabia perfeitamente da vantagem da Ferrari e por esse motivo não queria o Kimi na primeira posição é muito menos na frente dele. É certo que a política de primeiro e segundo piloto da Ferrari é um dado adquirido por todos, mas a um… Ler mais »

    joaocasaisfonsecahotmail-com
    Membro
    joaocasaisfonsecahotmail-com

    Concordo! Ficou no lado sujo da pista e ainda fez de escudo para o Vettel.

    *RPMS*
    Membro
    *RPMS*

    Muitíssimo bem escrito! Cumprimentos

    alexname
    Membro
    alexname

    Decente seria ter uma resposta do José Luís Abreu … Bom, mas quem cala consente e perante factos e um comentário muito bem escrito não há argumentos.

    webcat
    Membro
    webcat

    Interessante também como os 10″ de penalização a Max ajudaram exactamente o único opositor do Vettel. Há coisas do catano…
    O Max tem de ser fortemente admoestado. Tem de se colocar um ponto final na actuação desmiolada deste miúdo que pensa ser mais do que é.
    Então quando vê vermelho à frente, já se sabe que vai estragar qualquer coisa.
    E sim, sou tifosi, e sim, o título perdido no ano passado teve a sua ajuda.

    Pity
    Membro
    Pity

    Olhe que o Vettel e a própria Ferrari também deram uma ajudinha na perda do título…

    pironi
    Membro
    pironi

    esse puto precisava de um Mansell para o por na linha , atinava logo

    joca_rabeca
    Membro
    joca_rabeca

    Autosport, e que tal começarem a ser competentes com esta coisa do LOGIN? Tenho que repetir a operação de todas as vezes que venho aqui? Onde já se viu? Como se já não bastasse a escrita medíocre, agora isto…

    ZeCambota
    Membro
    ZeCambota

    Nisso o AutoSport não é responsável, a culpa deve ser do seu browser, é que isso que se queixa não me acontece.

    joca_rabeca
    Membro
    joca_rabeca

    Acontece-me em todo o lado, tlm, tablet, computador… E tenho visto mais gente a queixar-se do mesmo, por aqui.

    no-team
    Membro
    no-team

    Tinha dito que a RB ainda não tinha tido ainda a oportunidade para mostrar o seu real valor, essa oportunidade surgiu ontem e podiam ter terminado com uma dobradinha. É claro que a vitória da RB só foi possível devido ao sc (3a corrida da temporada, 3a corrida decidida mas boxes), mas é bom ter a confirmação de que também a RB faz parte do grupo que pode efectivamente vencer corridas. É verdade quando se diz que o Max desperdiçou uma vitória fácil, ele que tem sido regularmente mais rápido que o seu colega de equipa, mas falta-lhe a frieza… Ler mais »

    ramedlaV
    Membro
    ramedlaV

    Infelizmente se não ouver um safety car, por exemplo as corridas tornão-se aborrecidas, a partir da volta 35, tudo mudou para melhor.

    últimas Destaque Homepage
    últimas Autosport
    AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/motosport.png