“CLASH OF THE CHAMPIONS”: ARMINDO ARAÚJO VS JOÃO RAMOS

Por a 5 Dezembro 2018 09:04

O traçado de Baltar, usado pelo Rali de Portugal, foi o palco para um confronto entre duas disciplinas, duas viaturas diferentes, duas marcas concorrentes e dois pilotos, também eles, diferentes. Não é hábito termos direito a poder colocar frente a frente o Campeão de Portugal de Ralis e o Campeão de Portugal de Todo-o-Terreno, mas foi isso que fui ao norte de Portugal ver. Foi um verdadeiro “Clash of the Champions” e acreditem que foi um espetáculo!!!!

Mais uma vez me forçaram a levantar o meu velho esqueleto cedo da cama para mais uma viagem, longa, para ver… corridas. Bolas, que quanto mais as quero ver longe, mais perto elas andam! Desta feita a ideia era outra: ver Armindo Araújo a evoluir com o Hyundai i20 R5 e João Ramos aos saltos com a Toyota Hilux V8, assistir à troca de carros e, também, ver a cara de susto de cada um deles quando ocuparam o lugar do lado direito. Foi com tudo isto que me convenceram a levantar cedo e rolar ecologicamente ao volante de um Toyota Prius Plug-In durante três centenas de quilómetros direito a Baltar.

Quando passei os portões do Kartódromo de Baltar assaltaram-me memórias que julgava quase apagadas. Recuei vinte anos quando cruzei pela primeira vez aqueles portões, para conhecer a equipa Opção04 que ia, nesse ano, assumir a gestão da equipa oficial Toyota em Portugal, com um Corolla WRC. Quem era o piloto? O enorme (no talento, pois no tamanho… é outra conversa… desculpa Petó) Pedro Matos Chaves, acabadinho de chegar das pistas norte americanas. Fiz algo inédito com a equipa, quando acompanhei, de muito perto, a Opção04 e dei a conhecer aos adeptos como se organizava uma equipa oficial que contava com um carro, também ele, oficial.

Pedro Matos Chaves cumpriu esse primeiro ano na perspetiva de adaptação aos ralis e ao carro, venceu o seu primeiro título em 1999 até que em 2000, Adruzilo Lopes (Peugeot 206 WRC), Rui Madeira (Seat Cordoba WRC) foram rivais de tomo para Pedro Matos Chaves. Mas o piloto nortenho levou de vencida, na última prova, o Rali Sport Rota do Dão. Recordei naquele momento quando no derradeiro troço da prova disputada nos arredores de Viseu, chegou o Corolla e o campeão nacional com os olhos raiados de sangue, desanimado, pois acreditava que tinha perdido o título naquele troço. Afinal, Adruzilo Lopes, apesar de ter muito mais experiência a pilotar de noite, não bateu Pedro Matos Chaves, o título ficava com a Toyota. O projeto Corolla continuou mais um ano, mas não regressaria aos títulos e a equipa dissolveu-se.

Quando estacionei o Prius – que, curiosamente, se portou muito bem e consumiu, apenas, 5,2 litros a cada centena de quilómetros! – ver o Hyundai i20 R5 lado a lado com o Toyota Hilux V8, invadiu-me pequena emoção.

Conversas de circunstância, um cumprimento especial ao “Schumacher”, um dos técnicos do tempo a Opção04 que ainda está na Sport & You, equipa de José Pedro Fontes com liderança técnica do grande (uma vez mais em talento, pois em altura… ) Abel Fernandes e mais um cumprimento a Armindo Araújo e a João Ramos e… almoço.

Pois é… levantei-me eu tão cedo e o que de mais estimulante aconteceu foi… o almoço! Despachada a saborosa, e irónica, Carne de Porco à Alentejana – um prato destes em pleno Norte! – foi tempo de regressar a Baltar e soltar os miúdos. Sim, miúdos, pois tanto Armindo Araújo como João Ramos, com os brinquedos na mão, são piores que a minha filha!

A primeira ação em pista colocou o Hyundai e o Toyota em lados opostos da pista, com os navegadores dentro dos carros. Um par de voltas como aperitivo para o que se iria seguir.

Primeiro, foi Armindo Araújo que levou “à pendura” o João Ramos, “explicando-lhe” como é o Hyundai i20 R5. O Campeão de Portugal de Ralis tudo fez para impressionar o piloto do todo-o-terreno, um dos mais ecléticos em Portugal. Basta recordar que João Ramos fez enduro, ás escondidas dos pais, fez ralis nos iniciados, pilotou em velocidade o Audi R8 LMS Ultra GT3, no Campeonato Nacional de Velocidade, o Toyota Starlet nos clássicos e vários modelos da Toyota, no fora de estrada. Faltava-lhe os ralis…

Mais um pouco de Baltar… João Ramos "explica" a Armindo Araújo como é a Toyota Hilux V8 campeã nacional…

Gepostet von AutoSport am Dienstag, 4. Dezember 2018

Depois, foi a vez de João Ramos tentar “assustar” o Armindo Araújo – todos conhecem o seu pavor de andar ao lado… – ao volante do Toyota Hilux V8 tonitruante. Debalde essa tentativa, até porque o Campeão de Portugal de Ralis pilotou, há uns anos, uma Mitsubishi Strakar oficial da equipa portuguesa, quando ele era piloto oficial da casa japonesa.

Gepostet von AutoSport am Dienstag, 4. Dezember 2018

Feitas as introduções, foi a vez de trocarem de carro. Ou seja, o Campeão de Portugal de Ralis – penta campeão nacional de ralis, recordista nacional, e duplo vencedor do Campeonato do Mundo de Ralis Produção – assumiu o volante do Toyota Hilux V8 do João Ramos, sentando-se este no lugar do co-piloto, depois foi o Campeão de Portugal de Todo o Terreno quem assumiu os comandos do Hyundai i20 R5, uma vez mais com Armindo como pendura.

Como disseram ambos no final da experiência, os dois carros são muito diferentes, mas a base é a mesma, ou seja, transferências de massas e acerto na colocação do carro. A maior diferença está no peso e no centro de gravidade, que no Hilux está bem mais acima que no i20. Compensa isso com a potência do melodioso e fantástico V8 a gasolina.

A experiência anterior de Armindo Araújo com a Mitsubishi Strakar, já no distante ano de 2005 e depois em 2006 e 2007 (Baja de Portalegre, Transibérico e Baja Serra de Monchique, respetivamente, tendo abandonado as três corridas com, respetivamente, embraiagem, caixa de velocidades e motor fora de combate), permitiu-lhe apanhar o controlo da Hilux V8 após meia dúzia de metros. No final já atirava a Tpyota para dentro das curvas com inegável á vontade.

“Foi muito divertido e claro que é um carro pesado, com o centro de gravidade alto, mas o meu conhecimento da Strakar e a certeza que para pilotar estes carros temos de antecipar muito para não sermos surpreendidos, permitiu-me andar depressa sem problemas” confessou Armindo Araújo que perante a minha pergunta sobre as diferenças entre o Hiiux V8 e o Strakar, atirou “este é um carro muito mais moderno do que o Mitsubishi que pilotei há tantos anos, mas a realidade é que as diferenças não são, assim, tão gritantes. Sim, o motor e a caixa estão mais desenvolvidos, mas no chassis e no resto do carro, as diferenças não são assim tão grandes.”

Chegava a vez de João Ramos descer do seu escritório situado no primeiro andar para se sentar no rés-do-chão, perdão, no Hyundai i20 R5. Recordo que o piloto da Toyota Caetano Motorsport tem pouca experiência nos ralis, pois fez alguns nos iniciados. A verdade é que, como me confidenciou “estive a ver com atenção o que o Armindo fez ao volante do i20 e por isso…” e o sorriso maroto deixava antever algo de espetacular.

E a verdade é que desde que colocou o motor em marcha e engrenou a primeira, foi a fundo e, reconheçamos, deu um festival de pilotagem. Não sei se o Armindo seguia muito confortável no banco do lado direito – as mãos a tremerem no final diziam que não… – mas quando Ramos parou o Hyundai, Armindo Araújo apressou-se a abraçar o piloto do Toyota Hilux, dando-lhe os parabéns pela exibição.

“Foi super divertido e senti-me muito bem logo nos primeiros metros. É um carro equilibrado e como não vou lá em  cima, mas mais perto do chão, não foi difícil acertar com a melhor forma de o pilotar. Mas o segredo esteve nas voltas que dei ao lado do Armindo. Estudei tudo muito bem, vi o que ele fazia e como andou depressa, deu para perceber como se deve levar o Hyundai. No fundo, os dois carros são muito diferentes mas acabam por ser praticamente iguais no que toca às sensações. Aqui, vamos mais baixinhos…” contou João Ramos após sair do Hyundai i20 R5.

Logo ali surgiram muitas ideias, juntar João Ramos a Armindo Araújo numa dupla de Hyundai i20 R5, ou uma dupla de pilotos com duas Toyota Hilux V8, ou ainda, como sugeriu João Ramos, “dividimos os dois campeonatos, metade faço eu, metade fazes tu” ao que Armindo lhe perguntou “queres os de terra ou de asfalto?”. Resposta do piloto da Toyota, “isso não interessa…e tu, queres terra ou… terra?!”

Para fim de festa, ambos trocaram de navegadores, ou seja, Luís Ramalho, co-piloto de Armindo Araújo, trocou de lugar com Vítor Jesus dentro do Toyota Hilux V8. Posso vos dizer que tanto o Campeão de Portugal de Ralis como o Campeão de Portugal de Todo-o-Terreno, deram tudo o que tinham para tentar impressionar os co-pilotos. Uma vez mais debalde, pois quem tem coragem para andar ao lado de Armindo Araújo e de João Ramos, não seria em Baltar que ficaram atrapalhados.

O encontro entre as duas equipas e os dois pilotos não tinha um nome, por isso batizei este inédito confronto como “Clash of the Champions”, uma coisa assim à americana. No meio de tudo isto, faltou ter andado ao lado destes dois enormes pilotos e, claro, campeões! Não havia tempo e tanto o Hyundai i20 R5 como o Toyota Hilux V8 mostravam algum cansaço, pelo que a voltinha fica prometida para outro dia. Já agora, Armindo e João, não querem me emprestar as chaves dos vossos carros? Têm a certeza? Não? Ok, pronto… tentar não custa!

O traçado de Baltar, usado pelo Rali de Portugal, foi o palco para um confronto entre duas disciplinas, duas viaturas diferentes, duas marcas concorrentes e dois pilotos, também eles, diferentes. Não é hábito termos direito a poder colocar frente a frente o Campeão de Portugal de Ralis e o Campeão de Portugal de Todo-o-Terreno, mas foi isso que fui ao norte de Portugal ver. Foi um verdadeiro “Clash of the Champions” e acreditem que foi um espetáculo!!!!

Visualizou de 4 artigos abertos

O AutoSport limitou a 4, o número de artigos
que poderá ler sem fazer login
Para continuar a ler livremente
os artigos AutoSport,
por favor faça login aqui
Caso não esteja ainda registado,
faça agora aqui o seu
registo gratuito
  • Não é possível alterar o nome de utilizador.

    1
    Deixe um comentário

    Please Login to comment
    1 Comment threads
    0 Thread replies
    1 Followers
     
    Most reacted comment
    Hottest comment thread
    1 Comment authors
    pedrodnovaes@gmail.com Recent comment authors
      Subscribe  
    Notify of
    pdn_pt
    Membro
    pdn_pt

    QUE BELA REPORTAGEM! OBRIGADO!

    últimas Destaque Homepage
    últimas Autosport
    AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/motosport.png