Novo Qashqai disponível em Portugal

Por Bernardo Matias a Sexta feira, 31 de janeiro de 2014 14:20

O novo Nissan Qashqai já está disponível em Portugal, sendo a segunda geração do crossover japonês, que tem algumas novidades face ao seu antecessor. O novo Qashqai continua compacto mesmo sendo um pouco mais longo, mantendo as características que sublinham o seu estilo premium.

A segunda geração do Qashqai está equipada com tecnologias inovadoras, sendo exemplo o Escudo de Proteção Inteligente incorporado no Sistema de Travagem Automática ou o Identificador de Sinais de Trânsito. Os propulsores turbocomprimidos do novo Nissan apresentam-se com baixas emissões para a classe (desde 99 g/km de dióxido de carbono). Apesar das variantes de tração às rodas dianteiras serem as mais procuradas, o novo veículo terá igualmente versões de tração às quatro rodas, e transmissão manual de seis velocidades ou a nova Xtronic.

Já no habitáculo, o novo Qashqai promete estar sincronizado com a vida dos condutores, através da qualidade dos seus materiais, versatilidade, um maior espaço para passageiros e capacidade de carga. A mala da viatura tem um sistema de piso variável, dispondo assim de espaço adicional. A segunda geração do Qashqai é o primeiro veículo a ser comercializado com base na plataforma Família de Módulo Comum da Aliança Renault-Nissan, uma nova e eficaz solução de engenharia. A conceção, desenvolvimento e produção a viatura decorreram na Europa para a Europa, com um grande contributo dos designers e engenheiros do Japão.

Em termos de tecnologia, o novo Qashqai dispõe de vários sistemas, desde a Travagem Automática ao Identificador de Sinais de Trânsito, passando pelos faróis totalmente LED ou o Sistema de Estacionamento Automático. Já o Nissan Connect é igualmente novo, permitindo a integração de aplicações de smartphones.

Resumidamente, o Sistema de Travagem Automática analisa a estrada na frente do veículo através de um sistema de radar, avisando o condutor de forma sonora. Caso este não reaja, são aplicados os travões automaticamente, se necessário até ao automóvel se imobilizar completamente. Já o Sistema de Alerta de Fadiga, com o Escudo de Proteção Inteligente, vigia os sinais de condução e alerta o condutor no painel de instrumentos para a necessidade de descansar, em caso da direção de condução começar a ser errática. Através de uma câmara dianteira, funciona o Identificador de Sinais de Trânsito, função sempre disponível apesar das diferentes sinaléticas dos vários países europeus.

De resto, há outros sistemas como o Aviso de Ângulo Morto, Deteção de Objeto em Movimento ou o Regulador Automático de Máximos (que usa uma câmara de alta resolução e a conjuga com software para mudar automaticamente entre faróis médios e máximos). Ao dispor do condutor estão igualmente o Controlo de Chassis da Nissan e o Sistema de Estacionamento Automático, que mede a dimensão de um lugar de estacionamento e dirige o automóvel automaticamente até à posição de estacionado. Para isso, o sistema precisa apenas de 80 centímetros adicionais ao comprimento do carro.

O novo Nissan Connect está em estreia na segunda geração do Qashqai, dispondo de um ecrã tátil de sete polegadas e de conetividade com smartphones. O utilizador poderá, no futuro, aceder a várias aplicações, desde música a redes sociais, com o Nissan Connect a dispor ainda de funcionalidades como pesquisa Google ou o Send to Car para planear a viagem a partir de casa. O condutor tem ainda à disposição um painel de instrumentos que disponibiliza conselhos e avisos sobre várias funções, desde velocidade média e instantânea até à economia de combustível ou instruções de navegação. Para um melhor conforto, o condutor pode ainda personalizar definições como a sensação de peso da direção, a lógica de iluminação e a do limpa-para-brisas, entre outras.

O design é simples, tendo base em três vertentes: Agilidade atlética, luxo inteligente e sob controlo. No exterior, destaca-se a robustez do novo Qashqai, que mantém as características da geração original mas com mais agilidade. A grelha surge em V como é típico na marca, e a frente do veículo é musculada. As luzes totalmente LED para os médios e máximos, em forma de boomerang, e os conjuntos óticos traseiros também constituem detalhes de grande qualidade e conferem uma marca visual distinta ao desenho do Qashqai.

Aerodinamicamente, o novo Qashqai surge com um coeficiente de atrito de 0,32, um baixo nível que permite menores emissões de dióxido de carbono e uma melhor eficiência de combustível, além de mais estabilidade em velocidades elevadas. O Sistema Ativo de Fecho de Grelha maximiza ainda mais a eficiência aerodinâmica ao cortar o fluxo de ar através do radiador quando esse for desnecessário. As grelhas só se abrem no caso do sistema detetar a necessidade de refrigeração do motor. Além das tecnologias visíveis, a segunda geração do Qashqai surge ainda com tecnologias ‘ocultas’, como o sistema de radares.

O interior reinventado conjuga luminosidade, harmonia e espaço, proporcionando uma boa visão do condutor sobre a estrada. Os vários sistemas de conforto, conveniência e segurança foram redesenhados, de forma a permitir que o condutor lhes aceda de forma simples. A bagageira surge com 430 litros com os bancos traseiros em posição normal, e o espaço para passageiros é igualmente maior, principalmente ao nível de ombros, cabeças e pernas. Ao nível de espaço, a utilização do travão de estacionamento elétrico ajudou à libertação de espaço na dianteira do Qashqai. Também as portas têm um novo desenho, facilitando as saídas e entradas no veículo. Os bancos são igualmente novidade, e baseando-se em vários estudos são confortáveis mesmo para viagens longas. Ao dispor dos ocupantes encontra-se ainda um novo sistema de luz, que pode ser totalmente controlado pelo condutor.

Por baixo do capot em forma de concha, o novo Qashqai conta com quatro motores diferentes, dois a diesel, e dois a gasolina. O dCi 1,5 litros a diesel debita uma potência de 110 cv, apresentando emissões de dióxido de carbono de 99 g/km e consumos de 3,8 l/100 km. Este motor está equipado com sistema de Paragem/Arranque automático, que reinicia o motor meio segundo depois do acionamento da embraiagem. Já o motor a diesel dCi 1,6 litros tem uma potência de 130 cv, emitindo 115 g/km de dióxido de carbono. Já os consumos são de 4,4 l/100 km, com uma gestão térmica mais eficiente a reduzir as perdas devido à fricção. O nível de emissões apresentado é possível com a reciclagem dos gases de escape a uma temperatura mais baixa.

Na gama a gasolina, existem dois motores, um deles o DIG-T de 1,2 litros com uma potência de 115 cv. E 190 Nm de binário. Equipado com o sistema de Arranque/Paragem, este propulsor emite 129 g/km de CO2 e consome 5,6 litros/100 km. Já o bloco DIG-T de 1,6 litros surge com uma potência de 163 cv e um binário de 240 Nm, apresentando emissões de 132 g/km e 5,6 l/100 km. De destacar ainda a introdução da nova transmissão automática Xtronic, que está disponível no bloco dCi de 1,6 litros e oferece não só um funcionamento suave como também uma condução mais viva, de acordo com a pretensão do condutor.

Quanto ao chassis, dispõe de vários elementos de destaque, como por exemplo à suspensão MacPherson na dianteira e na traseira, ou amortecedores de pistão duplo que asseguram um amortecimento sem falhas. Para tal, recorre a dois canais, um para lombas de baixa frequência das estradas mais irregulares e outro para as lombas pequenas de elevada frequência dos melhores pavimentos. A direção assistida tem uma nova engenharia, sendo introduzida em toda a gama a nova Direção Assistida Eletrónica num sistema que foi afinado para melhorar a experiência de condução e a capacidade de resposta. A direção varia a sua resposta consoante o modo de condução, sendo que no Normal responde de forma leve e no modo Desportivo exige-se um maior esforço na direção.

De resto, há que destacar o Controlo Ativo de Trajetória e o Assistente de Arranque em Subidas, que auxiliam ainda mais à tarefa de condução tal como o Travão Ativo de Motor. O novo Qashqai surge com quatro níveis de equipamento, Visia, Acenta, n-Tec e Tekna. A versão de entrada é a Visia, e já possui equipamentos interessantes como o Limitador de velocidade/Controlo da velocidade de cruzeiro, ecrã de infoentretenimento ou o sistema de assistência de arranque em subidas. Nas outras versões, acrescentam-se elementos como o Escudo de Proteção Inteligente, Sistema de Alerta de Fadiga ou faróis Bi-LED, entre outros.

Dados:
Tração às duas rodas – presente nos motores 1.5 dCi 110cv Stop&Start, 1.6 dCi 130cv Stop&Start.
Tração All Mode 4x4-i – disponível no motor 1.6 dCi 130cv Stop&Start
Emissões de dióxido de carbono: entre 99 g/km e 129 g/km
Consumos de combustível combinado: entre 3,8 l/100 km e 4,9 l/100 km
Caixa de velocidades: manual de seis velocidades (ou automática XTronic CVT para a motorização 1.6 dCi 130 cv com o nível de equipamento Acenta N-TEC /Tekna).
Cores: Branco, Pearl White, Prata, Cinzento, Preto, Night Shade, Ink Blue (azul), Bronze e Magnetic Red (vermelho)
Preços: entre 26.100 euros e 35.800 euros consoante motorização e nível de equipamento

RedLine

 
copyright AutoSport
design oceanlab
desenvolvimento eurotux